Ação SocialDestaqueNoticias

Tragédia em Brumadinho : 58 mortes confirmadas, 19 corpos identificados e lista de desaparecidos tem 305 pessoas.

A barragem da mineradora Vale se rompeu na ultima sexta feira (25) em Brumadinho (MG) e um mar de lama destruiu tudo que encontrou pelo caminho na região

Até o momento, ha confirmação de 58 mortos, 19 foram identificados ha 305 desaparecidos, e 192 pessoas foram resgatadas com vidas.

A lama removeu pousada do local onde ela ficava, segundo os bombeiros havia 35 pessoas no local, pontos da cidade segue ilhados

Vale suspendeu pagamento de de dividendos e de bônus executivos, e criou comitês para ajudar as vitimas da tragédia, reparar danos e descobrir os responsáveis.

 O numero de mortos deve aumentar, segundo o tenente coronel Flávio Godinho, da Defesa Civil de Minas Gerais. Em entrevista, ele afirmou que ha corpos dentro de um segundo ônibus soterrado perto do centro administrativo da Vale em Brumadinho. A quantidade de vitimas dentro do veiculo, no entanto não foi confirmada.

Por cauda da localização do ônibus soterrado, as autoridades haviam não suspender as buscas durante a madrugada. No entanto o alto volume de lama impediu que os trabalhadores continuassem. As buscas foram interrompidas na noite de domingo e foram retomadas por volta das 4h da manha de hoje (28)

Também na noite de domingo um avião com 136 militares e 16 toneladas de equipamentos enviados por Israel chegou ao aeroporto de Confins. Os israelenses passaram a viagem planejando os trabalhos. No aeroporto em Confins, os estrangeiros se reuniram com equipes que comandam os resgates em Brumadinho.

Em entrevista na manha desta segunda feira, o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, afirmou que o apoio dos militares de Israel “ vai aumentar muito a chance de encontrar novos sobreviventes” e dar mais agilidade para encontrar as vitimas. O governador também afirmou que a preocupação é achar sobreviventes e vitimas e que no momento os “donativos” não são necessário  pois a prioridade é achar as vitimas desta grande tragédia.

 

Fonte : G1 e Estadão 

Share:

Leave a reply