Economia

Imposto de Renda

 

Dicas de como fazer a declaração de imposto de renda correta e pagar menos.

 

Para as pessoas físicas que preenchem a declaração completa, existem algumas possibilidades para se pagar menos imposto de renda, ou mesmo ter um valor maior de restituição. A mais importante é manter a guarda de todos os recibos, pagamentos, notas fiscais, entre outros documentos que comprovem o pagamento com despesas relacionadas a saúde e educação, do titular da declaração e dos seus dependentes, lembrando que os gastos com educação tem um limite, já com saúde não, um fator que poucos sabem é que as pessoas com deficiência, ou dependentes deficientes, podem abater os gastos com educação na categoria de saúde, onde não existe limite, observando os laudos comprovatórios para isso. A previdência privada complementar por existirem dois tipos a VGL e a PGBL, fica a dúvida de qual optar, basicamente a PGBL possui um limite de 12% de dedução, indicada para quem faz a declaração de imposto de renda completa, e a VGL desconta o imposto no saque, sendo mais indicada para quem faz a declaração simplificada. Ha fatores que exigem uma análise mais aprofundada, como o caso de se declarar os dependentes, esposa, filhos, pais, etc, esses se tiverem rendimentos tributáveis ou isentos, podem ser mais vantagem, declarar em separado. O mesmo para recebimentos de alugueis e pensão alimentícia, a fim de dividir o montante recebido dentro do ano. Outro fator que gera dúvidas é de destinar até 6% do Imposto de Renda devido aos fundos sociais ou programas voltados a criança, adolescente, e idoso, é possível fazer de forma segura, mas exige muitos cuidados quando o objetivo for exclusivamente pagar menos imposto, pode não ser a melhor opção ou mesmo não surtir o devido efeito. Declarar as despesas com reforma e benfeitorias em imóveis, faz que haja valorização no bem, o que agrega valor e diminui a diferença tributável na hora da apuração do lucro sobre ganho de capital, algumas saídas também podem ser feitas em caso de inventário. O CRCSP lembra a importância de o contribuinte, pessoa física ou jurídica, contar com o apoio de um profissional da contabilidade para orientá-lo quanto aos valores e as melhores e mais seguras formas de preencher a declaração de imposto de renda, ele ajudará na analise do Fundo que receberá o recurso perante a Receita Federal e pode ainda explicar para o contribuinte as formas e os documentos a serem utilizados para ter sua declaração na malha fina.

Ricardo Hilário Corrêa

Dúvidas, elogios e sugestões podem ser enviadas para o contato abaixo:

Share:

Leave a reply